To top
26 fev

!!! FAÇA BANDAGEM CASEIRA E SEQUE A BARRIGUINHA!!!

OLÁ MENINAS!!! O POST DE HOJE É UMA SUPER DICA PARA ACELERAR A QUEIMA DE GORDURA, E O MELHOR DE TUDO DÁ PARA FAZER EM CASA MESMO!!! NÃO DISSE QUE ERA UM SUPER POST, ENTÃO VAMOS AS DICAS.


A bandagem caseira é um ótimo método, mas não é mágica. A receitinha caseira não faz efeito sozinha, mas como coadjuvante de tratamentos estéticos – como a drenagem linfática – é capaz de acelerar os resultados. Aprenda aqui esse truque:

1. Umedeça o corpo com uma toalhinha molhada. Faça uma esfoliação com a seguinte mistura: 1 xíc. (chá) de aveia em flocos finos + 1 copo de iogurte natural ou 1 xíc. (chá) de fubá + 2 xíc. (chá) de água + 1 col. (sopa) de mel. Pegue pequenas quantidades do esfoliante e aplique-o, em movimentos circulares. A remoção de células mortas facilita a penetração dos princípios ativos na pele

2. Com a ajuda de um pincel macio ou de uma esponja, passe um gel redutor na área a ser tratada (pode aplicar uma camada generosa)

3. Enrole uma faixa de crepe (ela deve ficar firme sem apertar). Deixe agir por 40 minutos. O gel pode ultrapassar a bandagem, por isso, use uma camiseta velha ou biquíni enquanto espera. Retire a faixa e tome banho normalmente. Repita a operação, no mínimo, três vezes por semana.

5 perguntas sobre bandagem

A cosmetóloga e engenheira química Sônia Corazza, responsável pelo site www.belezainteligente.com.br, responde suas dúvidas:

P. A bandagem consegue mesmo enxugar medidas ou só dá a sensação temporária de redução?

R. As bandagens crioterápicas associam ingredientes como mentol, cânfora e álcool etílico, de efeito térmico, que resfriam a pele vários graus abaixo da temperatura córporea. Com isso, há uma contração momentânea do volume corporal. Ao mesmo tempo, os sensores térmicos (existentes nas extremidades da pele) enviam uma mensagem para o hipotálamo a fim de que o organismo restaure a condição de normalidade da temperatura. Daí, acontece um aumento da atividade de circulação periférica — que é benéfica, pois melhora a oxigenação e ativa o metabolismo cutâneo até a hipoderme, camada da pele em que se encontram os depósitos de gordura, favorecendo a eliminação.

P. Vale a pena manipular uma fórmula para uso exclusivamente caseiro?

R. Não. Para uso caseiro, prefira um gel redutor industrializado (encontrado em farmácias e lojas de cosméticos), em que as quantidades de princípios ativos já estão equilibradas, não havendo perigo de irritação por excesso de mentol ou cânfora, por exemplo.

P. Como ela deve ser feita?



R. A bandagem crioterápica é feita na região de acúmulo de gordura, com uma camada espessa de gel. Depois, a área é envolvida com uma faixa de crepe similar à usada em ortopedia. O produto deve agir por 30 minutos e então a atadura é removida. Nas clínicas, como os princípios ativos são concentrados, o tratamento deve ser realizado por profissionais de estética, com formação idônea, para evitar possíveis distúrbios no equilíbrio térmico do corpo.

P. Quantas vezes por semana ela deve ser feita para os primeiros resultado?

R. Os primeiros resultados começam a aparecer a partir da décima sessão. Como os princípios ativos dos produtos para uso em casa são menos concentrados, o ideal é que as bandagens sejam feitas cinco vezes por semana, nas primeiras duas semanas. Na clínica, pode ser feita uma ou duas vezes na semana, para casos mais graves. Mas, não há milagres! Não se pode esperar uma redução de medidas definitiva sem ações conjugadas: cardápio sem excessos, prática de pelo menos 30 minutos de atividade física, três vezes por semana, além de uma boa postura.

P. Há contra-indicações?

R. Sim. É importante que a profissional ou clínica relate exatamente a mistura que usa e em que concentração, assegurando que não ofereça risco. Muitas delas usam também uma solução de cloreto de sódio, para maximizar o efeito de congelamento, mas o excesso de qualquer um dos ativos pode provocar lesões na pele. Em casa, ao menor sinal de ardor intenso, coceira ou mal-estar, suspenda o uso do gel.

fonte texto: revista boa forma fonte foto: google

Luciana Zanandrea

Luciana Zanandrea Pedrili, nascida em Ribeirão Preto. Apaixonada por fotografia, moda e beleza. Vivendo intensamente, sempre estudando e buscando a cada dia por mais assuntos relacionados ao universo feminino. Tudo isso para transmitir o melhor conteúdo aos leitores deste blog.

5 Comments

Leave a reply