To top
7 set

!!! CACHAÇA PARA MULHERES !!!

Olá Meninas !!!

Como hoje é feriado resolvi fazer um post diferente, pois li algumas matérias sobre o assunto, e esta em especial me chamou a atenção.Para curiosidades como que as mulheres tem uma sensibilidade extra para apreciar a bebida , um clube feminino da cachaça , algumas famosas que consomem a bebida como a modelo Gisele Bundchen e também a cachaça “Domina Suave “que já conquistou o  paladar feminino. Para saber de todas estas curiosidades e novidades segue a matéria completa abaixo.

Bju Bju


        Aquela velha história machista, de que cachaça faz somente parte do universo masculino já é coisa do passado. As mulheres, já há algum tempo, invadiram o mercado da cachaça. “Uma mulher pode ficar charmosa bebendo cachaça”. A frase foi dita por um jornalista carioca ao terminar de fazer uma reportagem com a cachacière Fernanda Nepomuceno. Sim, cachacière (ou cachacier para os homens). É o novo termo usado para o conhecido “Mestre de Cachaça”, o especialista desta bebida tipicamente brasileira. Já faz tempo que a cachaça saiu da marginalidade para ganhar as mesas dos eventos e restaurantes mais sofisticados. E a bebida está ganhando cada vez mais apreciadoras.

Está cada vez mais comum encontrar rodinhas de amigas em cachaçarias nas grandes cidades. “Virou estilo porque a cachaça desce redonda”, explica Fernanda Nepomuceno, que chegou a criar camisetas com a frase “Eu tenho estilo, eu bebo cachaça” para distribuir às amigas degustadoras.
       Falando nas mulheres que degustam a cachaça, é preciso primeiro explicar que elas estão descobrindo este prazer porque realmente possuem uma sensibilidade extra que as faz apreciar a bebida de maneira diferente dos homens: primeiro, porque uma mulher leva, em média, 50 minutos para degustar uma dose de boa Cachaça de Alambique, enquanto o homem leva metade do tempo. Neste ínterim, ela consegue apreciar as nuances de sabor, acidez, perceber a madeira na qual a Cachaça foi envelhecida, então as que entendem da bebida já são realmente chamadas para opinar sobre ela.

       O assunto tem ficado bem sério. Clubes, grupos e confrarias de cachaça exclusivamente femininos têm se espalhado pelos grandes centros urbanos.

      Assim como o vinho, para conhecer a bebida é preciso estudar e degustar muito para conhecer as várias marcas de cachaça que existem no país.

      Para quem quer se aventurar pelo mundo das aguardentes, vai o conselho de Fernanda: primeiramente é preciso gostar de bebida destilada. Caso não, nada de ir contra a sua natureza – deixe a bebida de lado. Se curtir, a ordem é experimentar. “As pessoas aos poucos vão querendo provar novos sabores e combinações. A vantagem é que, ao contrário do vinho, comprar cachaça é barato e cada vez mais chique”, afirma a cachacière Fernanda Nepomuceno.

      Dentre as inúmeras iniciativas que se proliferam pelo Brasil, algumas merecem destaque. É o exemplo do Clube Feminino da Cachaça, da Cachaçaria Pompéia-SP. O Clube Feminino da Cachaça é uma confraria de mulheres que apreciam a verdadeira cachaça artesanal e se reúnem para degustações e discussões sobre as marcas. Há, inclusive, aquelas consideradas próprias para este público dada a sua suavidade. A idéia surgiu quando um dos proprietários da Cachaçaria Pompéia, Sr. Beraldo, percebeu que as mulheres estavam se tornando consumidoras expressivas da sua carta de cachaças. “A mulher tem uma sensibilidade aguçada para perceber o bouquet da bebida e diferenciar as marcas. As peculiaridades de cada uma iam sendo comentadas de mesa em mesa e resolvi, então, juntar a mulherada para oficializar a arte de saborear uma boa cachaça”, explica.

       Não provoque…é cor de rosa choque: Domina Suave
       A destilaria Pedra de Cedro, de Brumadinho, município da região metropolitana de Belo Horizonte (MG), criou em 2002 uma aguardente com teor alcoólico mais baixo, cerca de 40%, ante os 48% das cachaças tradicionais, que já conquistou o público feminino. Trata-se da Domina Suave (gentil senhora, em latim), feita artesanalmente, com bastante esmero e armazenada em tonéis de jatobá que, segundo Maria da Paz Arruda, dona da destilaria, ‘amaciam’ a bebida e conferem um sabor único e um bouquet incomparável. ‘Procuramos deixá-la mais suave, próxima do gosto das mulheres’, diz Maria da Paz. ‘As mulheres de Minas Gerais e as do Nordeste do país são as nossas mais fiéis consumidoras’, revela a empresária. De acordo com o especialista Maurício Maia, a Domina Suave desce redondo deixando um retrogosto florido e perfumado, característica principal do jatobá.

Matéria retirada do site cachacaexpress.com.br
Luciana Zanandrea

Luciana Zanandrea Pedrili, nascida em Ribeirão Preto. Apaixonada por fotografia, moda e beleza. Vivendo intensamente, sempre estudando e buscando a cada dia por mais assuntos relacionados ao universo feminino. Tudo isso para transmitir o melhor conteúdo aos leitores deste blog.

5 Comments
  • Alberto Antonio

    Boa noite Mulheres inteligentes, independentes e decididas. Voces hoje estão conquistando tudo o que tem direito, inclusive o de acompanhar os homens na bebida. Como esse post fala de cachaça, quero sugerir-lhes o evento Dia Nacional da Cachaça que acontece 13 de setembro na Cabana Caipira, com degustação, petiscos, musica e muito papo de cachaça, inclusve para mulheres. https://www.facebook.com/events/565530010171399/

    8 de setembro de 2013 at 1:16 Responder
  • Fofocas de Beleza by Monica Miranda

    Apesar de eu não beber concordo com o Alberto Antonio, é isso ai, mulheres sempre conquistando seu espaço, bjks no seu coração
    Monica Miranda
    Blog Fofocas de Beleza
    http://fofocasdebeleza.blogspot.com.br/
    Canal do Youtube
    http://www.youtube.com/user/monicaamirandads

    8 de setembro de 2013 at 5:40 Responder
  • Anonymous

    As mulheres não cozinham como nossas mães, mas bebem como nossos pais.
    Estão descobrindo cada vez mais o que temos de melhor, ou seja a cachaça do Brasil, aproveito e convido para o DIA NACIONAL DA CACHAÇA em Ribeirao Preto.

    9 de setembro de 2013 at 17:20 Responder
  • Andresa Barcellos

    Lu, a Dòmina Suave é produzida por um grande amigo nosso, o chef Glener Barros! Que bacana você ter publicado esta matéria… sou suspeita de dizer, mas eu amoooo esta cachaça…

    Veja a página da empresa no Facebook: https://www.facebook.com/RegisArmmont

    14 de novembro de 2013 at 1:11 Responder
  • Amanda Marques

    Muito boa a cachaça mesmo, pelo que fui informada pelo atendimento do site http://www.cachacashop.com.br é envelhecida em jatobá, o que torna ela mais suave.
    Por sinal foi o site mais barato que encontrei e ainda ganhei um brinde.
    Mulheres, vale experimentar esta.

    6 de abril de 2014 at 22:51 Responder

Leave a reply